Seguidores

5 de junho de 2010

VERSO SEM RIMA

VERSO SEM RIMA


Não importa a soma dos anos
nem aquilo que ficou para trás
tudo passa entre os dedos do tempo
e nada nele se retém...
apenas o tic-tac das horas
marca a certeza a quem tem um sonho
a persistência desse andar
esteja frio ou na sede do deserto...
uma mensagem de força é chama acessa
uma luz que nos reforça o coração
que faz renascer em cada passo uma flor
em cada quimera, uma madrugada vencida
uma acendalha que desperta em cada dia
que transforma os ponteiros dos segundos
num cronómetro de confiança
sendo cada passo um acorde
cujo resultado se chama Victória!
Elly

4 comentários:

  1. Muito lindo, está a começar a ter jeitinho. :)

    ResponderEliminar
  2. ...E o tempo não pára...nunca é cedo demais para corrermos atrás dele, aproveitar cada tic tac do relógio, para por cada um, um sonho realizar.
    Mais um lindo poema minha amiga....tens alma!!!
    Beijinho Ellis...Mu@@@@@@@@@@@@@@@

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pela visita Aninha... Estamos sempre a tentar parar o tempo, mas ele foge....
    Um beijinho Amiga, mu@@@

    ResponderEliminar
  4. Obrigado Martinho....
    Mas há dias que falta o jeito... este nao tem rima!!!
    Foi apenas um pensamento da noite!!!
    Um beijinho @@@@

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita e seu comentário, volte sempre. Beijinhos