Seguidores

13 de junho de 2010

FOGO LENTO







Fogo Lento!

No fruto desta tua imagem, nasce uma mágia
existe um rio, que desagua num mar de Alegria
que nos teus olhos um brilho manso só fugia,
para a sombra terna dessa tão doce egéria!

Hoje, lá fora uma chuva cai, e grita perdida
como sendo senhora, de calmas e tempestades,
em noites onde os ventos, são ermos em feridas,
onde o cantar de Eros, é suspiro de saudades!

E ao sabor desse vento, nasce um momento...
que é tormento e lança, tenuto dessa loucura
numa força sedenta, tua chama é fogo lento!

Como danças de mares, em ternuras de àguas,
se derrete o sal, no calor duma esbelta cintura
nesse oriflama, há fogo quente nas noites nuas!!!


(Elfo)



4 comentários:

  1. Bem....minha amiga....tu superas-te de dia para dia.
    Só posso dizer que se a perfeição existe...está aqui!
    Lindo, com uma morfologia intocável, e esta música de fundo!!!!
    Parabéns...tenho orgulho de ser tua amiga
    Mu@@@@@@@@@@@@@@

    ResponderEliminar
  2. Oh Ana, Aninhas, Paulinha,,, bem tudo de bem que te ficar no nome...
    Tu não comeces... eu agradeço, mas este vai levar a assinatura tua ou do Martinho... Este não fui eu que fiz.... e agora???
    Um beijinho e obrigado por teres vindo ao meu cantinho...
    Um beijinho amiga e o teu mu@@@@ com mt carinho

    ResponderEliminar
  3. O poema é lindo, e tem uma só assinatura, a mesma que me ensinou a começar de novo a olhar para a escrita.
    Exterioriza a pessoa que está em si, muito lindo.

    Parabéns.

    ResponderEliminar
  4. Olá Martinho...
    Oh Amigo, ainda bem que gostou... e que está sempre a ajudar-me nestas coisas..., eu é que aprendo consigo.
    A partilha é das coisas mais maravilhosas nas relações interpessoais. Obrigado do fundo do meu coração, Um beijinho@@@@@

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita e seu comentário, volte sempre. Beijinhos