Seguidores

20 de outubro de 2012

 
 
 
 
 
 
 
Gente fina, é aquela que é tão especial, que a gente nem percebe se é gorda, magra, velha, moça, loira, morena, alta ou baixa.Ela é gente fina, ou seja, está acima de qualquer classificação.Todos a querem por perto.Tem um astral leve, mas sabe aprofundar as questões, quando necessário.É simpática, mas não bobalhona.
Gente fina é aquela que é generosa, mas não banana.Te ajuda, mas permite que você cresça sozinho.Gente fina diz mais sim do que não, e faz isso naturalmente, não é para agradar.Gente fina se sente confortável em qualquer ambiente:num boteco de beira de estradae num castelo no interior da Escócia.Gente fina não julga ninguém - tem opinião, apenas.”Um novo começo de era, com gente fina,elegante e sincera”.O que mais se pode querer?Gente fina, não esnoba, não humilha, não trapaceia, não compete e,como o próprio nome diz, não engrossa.Não veio ao mundo pra colocar areia no projeto dos outros.Ela não pesa, mesmo sendo gorda, e não é leviana, mesmo sendo magra.Gente fina é que tinha que virar tendência.Porque, colocando na balança, é quem faz toda a diferença.
(Martha Medeiros)
Pintei a minha alma de multi cores

Como artista que sou,
resolvi pintar a alma,
como se fosse a Primavera,
de lindas cores verdejantes.
Coroei de flores de jasmim,
lindos ramos verdes e viçosos,
deixei a madrugada humedecer,
com as gotas de orvalho.
Quis aquecer a alma,
trouxe o sol dourado,
banhei no mar refrescante,
secando na areia quente.
Cansada de sol,
quis trazer o Outono,
nos seus tons acastanhados,
deixando ela banhar nos rios.
Trouxe o manto de paz,
frio, branco e magnifico,
senti o amor elevar
no vermelho da lareira.
Assim visto e pinto a alma,
conforme a minha dor,
gostaria de ter cores claras
mas por vezes são carregadas.
Mas o artista também inventa,
por isso vou usar só as tons pasteis,
deixar a ilusão me levar
nos sonhos de uma alma contente.

B.M