Seguidores

2 de julho de 2010

SER FELIZ!

"Nunca encarei o conforto e a felicidade como fins em si mesmos...os ideais que iluminam o meu caminho e repetidamente me deram coragem para encarar a vida com alegria foram a Gentileza, a Beleza e a Verdade". (Albert Einstein)

Foi na leitura deste pensamento que hoje resolvi reflectir e pensar no que é ter uma vida boa?

Por alguns minutos a minha mente percorreu os ensinamentos de um dos meus pensadores mais admirados; Aristóteles, discípulo de Platão que por seu turno foi discípulo de Socrates. Nestes três ilustres pensadores, apesar das várias divergências, neste campo todos eles acreditavam que não é apenas a vida que devemos valorizar, mas também uma boa vida. E uma vida bem vivida é uma vida feliz. Aristóteles acreditava e ensinava que as virtudes da felicidade são o objectivo da vida; e tudo o mais são os meios para alcançar esse fim. Para ele uma vida boa é uma vida de excelência moral que nos conduz à felicidade e ao sermos felizes com ela somos bons e quando encontramos a nossa própria felicidade fazemos o bem aos outros. Porque o bem é integralmente bom, e é necessário tanto nas coisas pequenas como nas grandes que procuramos realizar. Devemos acreditar que temos a obrigação e o dever de viver da forma mais bela e humana possível, capaz de influênciar todo o pensamento prático, especialmente nas nossas acções. A vida é uma progressão constante na capacidade de extraimos de nós, o nosso enorme potencial, sempre a revelar-se, sempre a expandir-se, uma vida grande, rica, profunda, repleta de oportunidades para aprender, crescer, estudar, ensinar e criar. Devemos ser idealistas, vivendo segundo princípios dignos e honrosos. Devemos treinar e ser disciplinados na procura do bem maior que há em nós e à nossa volta, e de forma paciente perseguir esses nobres ideais através de escolhas reflectidas. Como seres pensantes, dotados de amor e sentimentos, ao vivermos de acordo com os nossos ideais e aspirações mais elevados, cumprimos o nosso propósito na vida. As nossas escolhas, devem conduzir-nos a uma maior transformação pessoal, e ao aceitar praticar uma vida boa, abordamos os nossos desafios com maior equílibrio e temos uma atitude mais positiva e construtiva.

Elly

2 comentários:

  1. Alimentação saudável, comportamento responsável, respirar, pensar, falar, ouvir profundamente, generosidade, emoção pela vida.

    Ao pronunciar estas palavras temos a impressão nítida, obviamente interessantíssima, de que além de um exercício mental, trazem a verdadeira eficácia para uma vida sábia.

    1 - alimentação saudável;
    2 - comportamento responsável;
    3 - respirar;
    4 - pensar;
    5 - falar;
    6 - ouvir profundamente;
    7 - generosidade e
    8 - emoção.

    Estes oito mandamentos para uma sintonia elevada, espontâneos, inteligentes, ao alcance de todos, próprios para toda a idade e em nível de despojamento, definem e declaram: se for para o meu bem e para o do próximo, digo ao mundo que os cultuarei e os propagarei, sob pena de viver e servir melhor.
    Fale pouco e faça muito.

    Aparecida

    ResponderEliminar
  2. Minha amiga....a tua reflexão filosófica aliada ao comentário da Aparecida, fazem parecer a felicidade tão fácil de atingir....Então o que falha, para a maioria da humanidade ser infeliz??? Será que não é o conceito de felicidade que está errado para todos nós? Pois...não sei...Deixo para reflectirmos.
    Parabéns por mais um fantástico post e pela tua nova imagem,
    Beijinho com o meu Mu@@@@@@@@@@

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita e seu comentário, volte sempre. Beijinhos