Seguidores

4 de julho de 2010

PARA TI




Um poema que me foi dedicado!
(Aqui fica o meu agradecimento, obrigado )

Para ti

Enquanto finda a tarde, atrás de um monte,
E a mata silencia - o Sol é posto -,
Procuro, inda, na aurora, ao horizonte,
Brilho e beleza, como há no teu rosto.

A saudade que sinto, agora, é fonte
Da imensa dor, à qual estou exposto.
Rezo ao entardecer, então, que aponte,
Antes da noite, um fim prá o meu desgosto.

Pois sei que a Lua vai me achar sofrendo
E, se eu dormir, será pelo cansaço
Da longa espera prá te ver chegando.

Mas, mesmo quase eterno o sono sendo,
Não terei esquecido o teu abraço
Se, ao acordar, inda estiver chorando.

(P.)

Elly

2 comentários:

  1. Lindo poema...Oh minha amiga foi feito para ti???? É um amigo muito especial...Destes é que nós precisamos, os outros não merecem um segundo dos nossos pensamentos...Beijinhos!!!

    ResponderEliminar
  2. Olá Ana...
    É tens toda a razão... Os amigos verdadeiros valem tudo, e merecem tudo de forma incondicional. O resto são conhecidos......
    Obrigado linda, um beijinho@@@@

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita e seu comentário, volte sempre. Beijinhos