Seguidores

8 de agosto de 2010

AQUI DESTE JARDIM





Aqui deste Jardim



É como o mistério que obra a tecedeira
que fio a fio tece e se deslumbra em mim
a esperança da flor florida da trepadeira
que brilha como sol neste canto de jardim....

Ouvem-se os cantares de lenda na aragem
e a voz do passado no adormecer da flauta
onde os prados ermos são como a folhagem
nos rios, deslizando em clave-de-sol pela pauta!

Mas o doce gesto que desperta e ascende
forma uma constelação de luz em prata
onde Vénus vai madrugando na suave idade....

Como o ouro na primavera púrpura já ardente
é doce badalada, que cintila no sabor do vento
que no infinito céu encanta um sol sorridente!...


(Elly)


1 comentário:

  1. É tão bom vir aqui...Vou embora com o cheiro das flores e com a beleza do teu jardim de versos.
    Os teus sonetos, cada vez mais são uma imagem de marca tua, Elly.
    Parabéns, beijinhos e obrigada por tão belo momento.
    Mu@@@@@@@@

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita e seu comentário, volte sempre. Beijinhos